Недоказаното днес не значи, че то не съществува.

Subscribe to me on YouTube

Academia Madara Meditações Somente texto Meditando com os quatro elementos

Преведи с Google Translate

Вторник, 28 Февруари 2012 16:49

Meditando com os quatro elementos

Написана от 

*MEDITANDO COM A TERRA

Procure seu ponto de tranqüilidade e sinta sua respiração. Comece entrar em contato com o planeta Terra. Distancie-se da Terra, e veja nosso planeta como uma pequena esfera azul e luminosa. Quando você inspira, a esfera se dilata, e quando você expira, ela se contrai. Você e o planeta Terra estão respirando em harmonia e integração.

Em seguida, aumente a esfera, até que ela fique exatamente de seu tamanho, e dissolva-se nela. Torne-se uno com o planeta Terra, e sinta seus rios, mares e florestas. Perceba o seu núcleo de fogo, que pulsa em suas entranhas.

Inspire e exale suas nuvens e tempestades. Você e o planeta são seres vivos, formados pelos mesmos átomos e elementos. Sinta toda a generosidade do planeta no qual vivemos. Perceba há quanto tempo a Mãe Terra esperava por seu reconhecimento e atenção e o quanto ela tem a lhe oferecer.

Deposite agora, no centro da Terra, em sue núcleo ígneo, todas as suas dúvidas e ansiedades. Abandone, deixe ir embora o medo da escassez e o temos da própria vida. Permita que seus temores se dissolvam e derretam nas lavas incandescentes do centro da Terra.

Em seguida, dirija sua mente a um lugar da natureza com que você tenha tido contato na sua infância, um espaço que lhe transmita paz e segurança. Sente-se tranqüilamente, e concentre sua atenção no cóccix, a porção final de sua coluna vertebral. A partir daí, crie uma raiz longa e profunda, que desce até o interior da Terra, atravessando desde o húmus suave e macio, indo em direção às rochas de pedras, e chegando por fim ao núcleo de fogo.

Prenda sua raiz em um anel luminoso localizado no centro da Terra. Permita que sua respiração vá até lá e retorne, trazendo a você vitalidade e firmeza. Finalize a meditação com uma oração de agradecimento à Terra.

*MEDITANDO COM A ÁGUA

Procure seu ponto de tranqüilidade. À medida em que entra em contato com sua respiração, visualize-se dentro de uma cachoeira. Sinta que essa cachoeira é bastante delicada, sendo formada por pequenas gotas luminosas e refrescantes. Deixe que essas gotículas de luz permeiem todo o seu organismo físico e também seu campo áurico. Limpe-se de todas as impressões deixadas que as gotas luminosas façam todo o trabalho; lave-se de todas as preocupações e cuidado, e solte-se de pessoas ou situações emocionais que

estejam causando retenção. Suavemente, respire as gotas luminosas, permitindo que penetrem em sua corrente sangüínea e comecem a limpar e purificar seus órgãos vitais e centros de energia.

Termina a meditação da Cachoeira, agradecendo à Mãe das Águas. Na mitologia afro-brasileira, existe uma deusa que corporifica esse arquétipo de docilidade e ternura, que é Oxum. Diante de uma cachoeira, rio, ou tomando chuva, você pode cantar a essa deusa ancestral:

"Oxum, lava meus olhos,

Oxum, minha emoção,

Oxum, flor das águas,

Lava meu coração!"

*MEDITANDO COM O AR

Procure seu ponto de tranqüilidade. Conscientize-se de sua respiração, realizando-a de forma sutil e suave, pelo nariz. Comece a visualizar dentro de você um bambu ou tubo oco, que começa pela boca e termina na região perineal. Em seguida inicie uma respiração bucal, tanto na inspiração quanto

na expiração, e intensifique seu ritmo respiratório, permitindo que o ar circule por toda a extensão do tubo imaginário. Aumente o ritmo respiratório até o máximo, e depois diminua até o mínimo, como se ondas respiratórias percorressem seu corpo (se você se sentir tonto ou nauseado, pare um pouco a

respiração, normalize o ritmo, e depois recomece; não é aconselhável fazer esse exercício com o estômago cheio).

Como próximo passo, visualize seu corpo feito de canais aéreos, que estão sendo preenchidos e ventilados com um novo ar. Em seguida, permita que o inconsciente lhe indique uma cor específica para o ar que você respira, e comece e permear todo o interior de seu corpo com essa cor, focalizando alguma área ou órgão físico que porventura venha lhe trazendo problemas. Dessa forma, você estará levando energia vital para regiões que possivelmente estavam bastante desvitalizadas.

Finalize a meditação voltando à respiração nasal de maneira suave e tranqüila. Perceba as diferenças, registrando-as em seu companheiro de anotações.

*MEDITANDO COM O FOGO

Procure seu ponto de tranqüilidade. Tranqüilize sua respiração, enquanto se visualiza sentando em meio a um terreno árido e deserto. O céu está límpido e azul sobre sua cabeça, e você está absolutamente só. Subitamente, todo o seu corpo está envolto em fogo - visualize seu campo de energia envolto em

chamas, ora violetas, ora azuis, laranja, ou lilases. Seu corpo físico permanece intacto, a respiração tranqüila, enquanto a fogueira permanece.

Agora permita que seu corpo físico comece a se desfazer em contato com o fogo, de maneira lenta e calma. Você não resiste às chamas, e vai se transformando num fino pó dourado, de tal forma que daqui a pouco o fogo termina e você é agora um punhado de pó dourado.

Em seguida, visualize-se quando criança. Deixe que seu inconsciente escolha a idade na qual você se apresenta. Essa criança, que é você, recolhe todo o pó dourado, e começa a semeá-lo pelo campo que, não mais desértico e árido, torna-se fértil e receptivo - à medida em que o pó entra em contato com o

chão, em seu lugar surgem imensos girassóis. Por fim, sua criança, corre feliz e livre, em um campo pleno de girassóis.

Termine a meditação escrevendo em seu companheiro de anotações quais áreas de sua vida e também os setores de sua personalidade que necessitam ser transmutados.

Fonte: de Júlio César Parreira Lima.

Последно променена в Сряда, 29 Февруари 2012 10:32
Езотеричен вестник Хармония и Светлина

Уеб сайт: www.ezoterikabg.com Е-мейл Е-мейл адресът e защитен от спам ботове.
Още в тази категория: « Enxergando através da máscara da matéria
Банер

Магазин

Банер
Банер
Банер

Дарение

Фаза на Луната